Associação de Apoio a Criança Abandonada

Localizada no distrito urbano das Ingombotas, rua Albano Machado, nº 61/63, a Associação de Apoio a Criança Abandonada iniciou os seus trabalhos no ano de 1992. Segundo a fundadora e diretora Rosária Pacavira, essa foi a época em que a Guerra Civil angolana invadiu realmente as cidades. Ela conta que as pessoas das províncias mais afetadas (Huambo, Bié, Moxico…) começaram a fugir para Luanda pelos aviões do Programa Alimentar Mundial (PAM); e nesses vôos vinham centenas de crianças que, quando chegavam à capital, ficavam nas ruas.

AACA foi inspirada na iniciativa do Padre Horácio, que foi a primeira pessoa a trabalhar com crianças de rua fugidas da guerra. Ele recolheu cerca de 400 crianças e deu a assistência que pode, contando com a ajuda de algumas pessoas solidárias. Elas se revezavam e faziam as principais refeições do dia para levar ao abrigo do Padre Horácio. O único porém era que ele só recolhia meninos.

Então, em 31 de julho de 1994, Dia da Mulher Africana, a AACA foi inaugurada oficialmente num espaço de Luanda negociado com militares. A instituição começou com 18 meninas e tem hoje aproximadamente 80 beneficiadas. A AACAaceita meninas a partir dos 6 anos, que podem permanecer na casa até os 18. As meninas têm aulas de culinária e corte e costura dentro da instituição.

FONTE: http://aacaluanda.pbworks.com/w/page/23846106/AACA%20-%20ASSOCIA%C3%87%C3%83O%20DE%20APOIO%20A%20CRIAN%C3%87A%20ABANDONADA

Responsável do centro: 

  • Rosária Pacavira | 921130349

Dificuldades:

  • Alimentação;
  • Vestuário;
  • Material escolar;
  • Computadores para sala de informatica;
  • Uma enfermeira;
  • Camas.

7 Comentários em “Associação de Apoio a Criança Abandonada”

  1. Olá, trabalho na área da saúde, e gostaria de saber como posso fazer para poder integrar como voluntária nos vossos projectos! Gostaria de um dia ter a possibilidade de ir em missão para o terreno! Como posso fazer para poder ter acesso às vossas missões?
    Cumprimentos,
    Dora silva

  2. Domingos J. Cazombo

    Precisamos de apoio para sustentarnos o Projecto Social de Apoio Arvore Grande do Saber “Pequeno Ngola no Bita”. Estamos com muitas dificuldades por falta de apoio. Pedimos mais uma vez outra intervenção vossa.

    Fundador do Centro Social do Bita
    Rev. Domingos J. Cazombo

    1. Boa tarde prezado. Grato pela visita ao nosso portal. Esperamos que seja uma ponte para que outras pessoas possam conhecer o portral e apoiar os centros.
      Quanto ao que solicita, pode encontrar o contacto no artigo que comentou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

EnglishFrenchPortuguese